Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Espelho Meu

Espelho Meu

Métodos de Estudo | Regresso às Aulas #5

E da saga Regresso às Aulas, hoje trago-vos o Método de Estudo que funciona melhor comigo e que acho que pode ajudar-vos a ter melhores resultados.

 

1. Ter atenção às aulas - Em primeiro lugar acho essencial estar atendo às aulas, claro que há SEMPRE aquela disciplina ou cadeira que vocês gostam menos e que faz com que a vossa atenção esteja mais focada na conversa da mesa do lado ou nos riscos que estão a fazer no caderno, mas acreditem que estar com atenção às aulas é meio caminho para chegarem a casa e perceberem a matéria.

 

2. Sublinhar - Tanto nas aulas como em casa, durante o vosso estudo, há sempre aquelas frases que são super importantes e por isso é preciso dar-lhes algum destaque com os vossos marcadores.

 

3. Rever a matéria do dia - Depois das aulas, seria bom rever a matéria dada no próprio dia. Assim, conseguem  também perceber quais são as dúvidas que ainda têm sobre o que vos foi explicado.

 

4. Fazer resumos - Esta é provavelmente a parte mais importante do vosso estudo! Podem fazê-lo de duas maneiras: ou fazem um resumo diário ao mesmo tempo em que revêm a matéria e no fim conseguem juntar todos os resumos que vos ajudarão a estudar para o teste ou exame (e isto facilita-vos bastante, acreditem); ou por outro lado, na altura antes das avaliações fazem os resumos de tudo (dependendo dos dias antes que querem começar a estudar). Inicialmente, eu fazia sempre os meus resumos diariamente, mas para vos ser sincera quando chegava aquela altura em que tinha imensos trabalhos, acabava por "deixar andar" e acabava por ter que acabá-los antes dos testes.

 

5. Fazer exercícios - Para completar o estudo, acho bastante importante fazer vários exercícios sobre toda a matéria. Desta maneira, estão possivelmente a resolver questões idênticas às que vão sair no teste e por outro lado, verificam quais são as dúvidas que ainda têm.

 

6. Fazer pequenas pausas - É muito importante fazer pausas entre o estudo. Não adianta estarem horas amarrados à secretária e aos livros porque isto acaba por fazer com que se cansem mais rápido e com que captem menos a matéria. É necessário estipular, por exemplo 2 horas de estudo e uma pausa de 10 ou 15 minutos para comer qualquer coisa e esticar um bocado as pernas porque ao fim deste tempo todo eu já não sinto! Podem também intervalar com disciplinas diferentes.

 

E pronto este era o método que funcionava melhor comigo, o que não quer dizer que seja o que funcione melhor com vocês. Podem sempre exprimentá-lo e adaptá-lo, criando assim o vosso próprio método de estudo!

Boa sorte!!

 

Dicas | Regresso às Aulas #4

Adaptação à nova rotina:

Primeiro que tudo, é bastante vantajoso iniciar uma adaptação à nova rotina antes do regresso às aulas. Isto implica deitarem-se mais cedo e acordar também mais cedo (ou pelo menos tentar, não é?).

 

Dormir bem:

Não pensem que passar a noite a estudar vai fazer com que o vosso cérebro consiga captar tudo o que é necessário. Pelo contrário, se tiverem cansados a vossa concentração e capacidade de interiorização será menor. Por isso, é necessário descansarem bem durante a noite.

 

Estabelecer horários:

Antes das aulas começarem e já depois de ter o horário na mão, planear um horário de estudo é uma excelente ideia! Comecem por anotar o horário das aulas e depois, consoante a vossa rotina, podem também anotar as horas que são dedicadas ao estudo e ao lazer.

 

Ter um local de estudo:

Estudar no sofá ou deitados na cama? Isso é possível? Acreditem que ter um local próprio é meio caminho para que o estudo vos corra bem. Um lugar sossegado (onde não tenham o vosso irmão mais novo a chamar-vos de 5 em 5 minutos), com luz suficiente e com todo o material necessário. Se em casa não é possível, então experimentem uma biblioteca ou um lugar onde sintam que o vosso estudo rende mesmo.

 

Organização:

Deixar testes e fichas espalhadas pela secretária ou até mesmo o próprio material, não resulta! Quanto mais organizados forem, mais fácil será quando chegar o momento de se dedicarem aos livros.

 

Tempo de lazer:

Praticar exercício físico ou estar inscrito em alguma atividade, seja ela qual for, é bastante importante para que o cérebro descanse, assim como passear com os amigos, ir ao cinema ou ao café e fazer tantas outras coisas que gostam.

 

Alimentação saudável:

É importante ter uma alimentação saudável e fazer pequenas pausas para alguns lanches a meio do estudo. Eu por exemplo, tenho sempre um chá frio e um pacote de bolachas na secretária enquanto estudo. Outra coisa que muita gente faz é ir para as aulas sem tomar o pequeno-almoço, pessoal a sério não façam isso, mesmo que vos custe comer quando acordem devem MESMO fazer um esforço.

 

 

 

Como não chegar atrasada | Regresso às Aulas #3

Desde sempre fui habituada a chegar a horas aos comprimissos, coisa que não acontece com mais de metade da populção. Se combinam um jantar às 20h então essa é a hora que (com muita sorte) saem de casa. Sinceramente falta de pontualidade é uma coisa que me irrita muito nas pessoas. Existem relógios, lembretes e HORAS MARCADAS pessoal a sério!!

Quando se trata de trabalho ou de escola, os atrasos são ainda mais graves na minha opinião, por isso decidi fazer um post que tal como o título indica vai ajudar muitos jovens a terem umas quantas faltas de atraso a menos! Estas dicas funcionavam comigo e de certeza que se forem organizados também funciona com vocês.

 

1. Preparar a roupa no dia anterior: sim pessoal já existem imensas aplicações com as previsões da metereologia e tudo por isso percam cinco minutos da vossa noite para preparar a roupa para o dia seguinte. Para quem utiliza acessórios ou maquilhagem também é mais vantajoso arranjar no dia anterior antes de se deitarem.

 

2. Lavar o cabelo no dia anterior: A sério meninas isto é para todas nós, não tentem esticar o cabelo em 5 minutos porque além de ficar uma valente miséria vão acabar por se atrasar ainda mais. Em vez dissom experimentem lavar o cabelo no dia antes à noite e esticá-lo, assim no dia a seguir de manhã basta atarem o vosso cabelo enquanto tomam um duche rápido e não perdem tanto tempo.

 

3. Arrumar a mala com antecedência: consoante os vossos horários e disciplinas podem ter que alterar o material todos os dias, e se forem como eu também vão acabar por mudar de mala todos os dias consoante a roupa, por isso uma maneira bastante simples de evitar esquecimentos e atrasos é arrumar a mala com tudo o que é necessário no dia anterior.

 

4. Colocar mais do que um despertador: se são daquelas pessoas que acorda com o despertador mas desliga-o automaticamente e adormece dois segundos depois, então colocar dois despertadores é uma excelente ideia. Há também quem coloque o despertador longe da cama de maneira a que tenha de se levantar para o desligar e assim não corre o risco de virar para o lado e adormecer novamente.

 

São apenas algumas dicas simples mas que se forem seguidas ajudam mesmo a evitar os atrasos! Não custa nada pessoal, bora lá tentar!?

 

Material necessário | Regresso às Aulas #2

Image-20170825_174931.jpg

 

Para primeiro subtema do Regresso às Aulas decidi trazer-vos uma lista de material necessário, ou pelo menos do material que acho essencial para as aulas.

 

1. Cadernos: eu pessoalmente prefiro levar cadernos e não dossier porque assim posso dividir um caderno por exemplo, para duas disciplinas (isto porque ir com a mala super carregada é o que menos se quer, confiem!)

2. Estojo: não muito grande para não ocupar muito espaço na mala mas o suficiente para trazer a tralha toda lá dentro é o que se pretende

3. Caneta azul ou preta: sempre fui daquelas raparigas que prefere as canetas mais pirosas da papelaria!

4. Canetas coloridas: gosto sempre de usar algumas canetas coloridas para dar algum destaque e facilitar o estudo e as minhas preferidas são as Staedtler.

5. Marcadores fluorescentes: são sempre úteis tanto nas aulas como em casa para marcar as coisas mais importantes

6. Lapiseira: prefiro lapiseira ao típico lápis e a minha preferida é novamente da marca Staedtler

7. Borracha: acreditem se forem como eu vão acabar com todas as borrachas que têm em casa e por isso é sempre importante ter uma ou outra de reserva

8. Dossier: como já referi, prefiro os cadernos ao dossier, porém gosto sempre de ter um em casa para ir colocando as folhas com os meus resumos diários

9. Folhas de linhas: para mim era imprescindível não ter folhas de linhas em casa para fazer os meus resumos

 

Pronto e este é o material mais básico que acho pertinente para este regresso às aulas que se aproxima cada vez mais!

Regresso às Aulas #1

Tenho a dizer-vos que o regresso às aulas sempre foi das minhas alturas preferidas. Claro que isso significava o fim das férias e estas deixavam sempre muitas saudades, mas quando chegava a altura de comprar materiais novos, de criar uma nova rotina e de estrear os cadernos e as canetas era um enorme entusiasmo.

 

Este ano não sei como vai ser, é o primeiro ano em que vejo as férias a terminar e que não faço a mínima ideia do que me espera! Será que entro na faculdade? Será vou ficar um ano à espera? Bem, uma coisa é certa: ingressar no ensino superior faz parte dos meus planos e não vou desistir! Caso não entre este ano, pretendo ir trabalhar, ganhar o meu próprio dinheiro para as minhas coisas e deixar algum de parte para as despesas da faculdade.

 

Independentemente do que me espera, decidi trazer-vos uma tag sobre o Regresso às Aulas que irá trazer-vos sugestões de material escolar, métodos de estudo, dicas de rotinas e muito mais!

Esperem para ver!

Pressão no percurso escolar

Young-girl-unhappy-about-homework.jpg

 

Ao longo dos anos, enquanto estudante, tenho vindo a refletir acerca da pressão dos alunos para que tenham sucesso nos estudos. Na minha opinião, este é um assunto bastante pertinente e que me desperta total interesse uma vez que falo como testemunho próprio.

 

É certo que temos de estudar, ser bons alunos, ter boas notas e querer ser "alguém" na vida futura, mas tudo isso de acordo com as capacidades de cada um de nós. O que acontece, por vezes, é que essa pressão familiar ou por parte do próprio sistema educativo, sobre os alunos se torna rapidamente num estado depressivo que pode sair completamente do controlo, pois por maior que seja o esforço destes, há situações que não dependem só do seu empenho e dedicação. Porém, isto agrava-se quando a pressão de que falo é acentuada pelos próprios alunos que exigem mais de si próprios e que rejeitam não chegar aos seus objetivos pretendidos. Para estes, é como se o único caminho fosse ter excelentes notas para entrar em Medicina ou Engenharia, e quem diz estes cursos diz quaisquer outros que requeiram maiores classificações. O que acontece é que quando o estudante não consegue atingir este objetivo, sente-se fragilizado, derrotado, inferior e consequentemente pode entrar num estado depressivo por querer exigir mais do que aquilo que realmente consegue fazer e por não aceitar que não consegue atingir a meta esperada.

 

Sobre mim

foto do autor

Subscreve-me

Blogs Portugal