Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Espelho Meu

Espelho Meu

Será que somos uma sociedade de mente aberta?

Há dias alguém me dizia "mas afinal nós somos ou não uma sociedade de mente aberta?". Ora, isto é certamente uma questão que já foi colocada em cima da mesa várias vezes e que, na minha opinião, deve ser refletida por todos nós.

 

SIM, NÓS TEMOS UMA SOCIEDADE MODERNA QUE ACEITA TUDO. Será que as coisas são mesmo assim? Pois eu digo-vos que isso somos nós (portugueses) a querer mostrar ao mundo que aceitamos todas as pessoas com as suas diferenças e com as suas próprias opiniões. Mas querem um simples exemplo como as coisas não são bem assim? Alguém que pinta o cabelo de uma cor diferente, alguém que tem o seu corpo todo tatuado ou simplesmente alguém que tem um estilo e uma maneira diferente de vestir são muitas das vezes alvo de um olhar de alto a baixo seguido de um "que horror". Nós até temos o direito de gostar ou não de tatuagens, eu por exemplo não me vejo com nenhuma, mas isso dá-me o direito de criticar outra pessoa pelos seus gostos? Acho sinceramente que a nossa sociedade está é cheia de gente mesquinha que dá mais importância ao que as rodeiam do que às suas próprias vidas. É muito mais fácil criticar alguém que vai na rua do que admitir os seus próprios erros. Ou vendo por outra perspetiva, é mais fácil dizer mal daquilo que ambicionamos e não conseguimos ter. Quantas vezes já leram comentários completamente absurdos nas redes sociais de figuras públicas? E digam-me lá, se aquilo não é inveja é o quê? Dão-se ao trabalho de ir responder a um post de uma figura pública só para criticarem a sua vida, a sua opinião e até a própria roupa que esta usa. Uma coisa é não estarem de acordo com a opinião de alguém e acho bastante pertinente ouvirmos novas perspetivas e trocarmos ideias do que está à nossa volta, ora mas outra coisa completamente diferente é sermos mal educados para alguém só porque a vida não nos corre bem e desculpem lá mas há que saber distinguir.

 

Somos uma sociedade de mente aberta não é? Ora digam-me então qual é a percentagem de indivíduos que veem um casal homossexual e ficam chocadíssimos com o facto. "Ah mas não faz sentido nenhum dois homens casarem-se. O casamento é para ser feito entre um homem e uma mulher", oh minha gente, mas quem é que criou essa regra? Faz-vos muita comichão? Deixem lá que da próxima vez serão convidados e têm o direito de festejar o copo de água. Se falarmos então na percentagem de pessoas que estão contra o facto de casais do mesmo sexo adotarem uma criança, então o numero é ainda maior. "Ah mas estas crianças na escola vão ser gozadas por terem duas mães" Pois é, se continuarmos com esta mentalidade e se ensinarem os vossos filhos a terem umas palas nos olhos então isso irá realmente acontecer. Agora digam-me: preferiam ter o amor e o carinho de uma família que decidiu adotar-vos ou preferiam continuar numa instituição que apesar de ser a causa de centenas de sorrisos de algumas crianças que inflezmente não têm um lar, não conseguem dar o mesmo um seio familar? Há que refletir sobre isto.

 

Entre estes, existem inúmeros exemplos que certamente já vos passaram pela cabeça. Por isso pessoal, NÃO NÓS NÃO SOMOS UMA SOCIEDADE DE MENTE ABERTA mas podemos fazer com que isso seja possível. Basta abrirmos horizonte, vermos outras prespetivas das coisas, aceitarmos a maneira de ser de cada um e perceber que ser igual não tem piada nenhuma. Ah, e já agora: a altura em que as mulheres eram donas de casa também já era, desculpem-me a honestidade mas ninguém ditou que em casa quem cozinha e limpa as divisões são as mulheres.

 

E vocês? Acham que temos ou não uma sociedade de mente aberta?

Candidatei-me ao Ensino Superior!

Hoje foi o dia em que me candidatei ao Ensino Superior. Acho que esperei por este dia o meu secundário inteiro devido à minha grande vontade de ingressar na faculdade e de estudar algo que realmente gostasse. Não tive nada reticente no momento de fazer as minhas opções: Ciências da Comunicação como a grande escolha e Jornalismo como segunda opção. Desta forma, após algumas pesquisas e tendo em conta a minha média lá fiz as minhas escolhas das faculdades.

 

Ora, tudo isto para vos dizer que estou com os nervos à flor da pele! Saber se todo o meu esforço será recompensado e a dúvida de estar ou não entre os admitidos é algo que não me sai da cabeça neste momento. Mas para que estas questões sejam esclarecidas vou ter de esperar pouco mais do que um mês. Pois bem, acho melhor aproveitar o que me resta das férias ou caso contrário vou dar MESMO em maluca!

 

 

O início das férias ... e com otite!

Tenho andado um pouco ausente mas isto não se deve ao facto de estar de férias! Trouxe o meu híbrido atrás para escrever alguns posts que tinha na cabeça e ao qual juntei também o livro que estou a ler para que o terminasse e seria assim mais um título de um dos posts. Pois bem, esqueçam saiu tudo furado... Estava tudo preparado para no dia a seguir virmos até ao nosso Alentejo. Malas prontas, sacos à porta, acordei e ainda com os olhos fechados gritava felicidade por ter chegado finalmente o dia de irmos de férias. Até que, abri o olhos e tive uma das piores sensações já vividas por mim... tamanhas tonturas que me impediam de levantar e até de me sentar na cama, mal conseguia manter os olhos abertos. Tomei um comprimido e chamei o médico a casa: "síndrome vertiginoso ou possívelmente alguma alteração no canal auditivo, tem de ir ao otorrinolaringologista fazer exames (lá me disse uma lista enormes deles que eu desconhecia completamente)" - foi o diagnóstico. Tudo certo, uma vez que ainda tinha de fazer a marcação e ia ser demorada, lá vim eu de férias mas com a continuação das malditas tonturas. No dia a seguir acordei com uma valente dor de ouvidos e as tonturas nada de passar. Bem, vamos lá conhecer o Centro de Saúde da zona. Assim que comecei a queixar-me examinaram-me logo e perceberam que era uma otite! Antibiótico e uns comprimidos para as tonturas e cá ando eu a passar os dias de tampões nos ouvidos enquanto estamos na piscina e só hoje é que me senti capaz de vos escrever a olhar para este pequeno ecrã. No entanto, apesar de não estar nos meus 100%, estou a aproveitar bem estes dias que infelizmente estão a terminar. E entretando, com muitos posts para vos trazer!

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Subscreve-me

Blogs Portugal